Equipe da Jucepar participa de encontro nacional em Fortaleza

24/08/2017

Com o objetivo de discutir a simplificação e a modernização dos processos de legalização de empresas, o presidente da Junta Comercial do Paraná (Jucepar), Ardisson Akel, a secretária-geral, Libertad Bogus, a responsável pelo setor de TI da autarquia, Marília de Paula, e o procurador regional da Jucepar, Marcus Pereira, representam o Estado no 36º Encontro Nacional das Juntas Comerciais do Brasil (ENAJ). O evento acontece entre os dias 22 e 26 de agosto em Fortaleza.

Nesta edição do encontro, que reúne representantes das 27 Juntas Comerciais do país, o foco das discussões são as ações e modelos para criação de melhores condições para ambiência de negócios e fomento à economia local.

No Paraná, a Jucepar implantou o sistema Empresa Fácil Paraná, que simplifica a abertura, alteração e baixa de empresas no Estado. O encontro nacional acontece, justamente, na semana em que a autarquia formalizou um novo convênio para ser integrado ao sistema. A partir de setembro, as Inscrições Estaduais das empresas poderão ser requisitadas por meio do Empresa Fácil Paraná. “Isso poupa tempo do empresário que agora tem na Junta Comercial a porta única para resolver as questões dos registros das empresas. Um encontro nacional permite que possamos mostrar os nossos avanços, dividir experiências e compartilhar boas ideias”, comenta o presidente Ardisson Akel.

Na manhã desta quinta-feira (24), Akel esteve reunido com o ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Jorge de Lima. Na ocasião, o presidente apresentou o manual do Registro Empresarial, elaborado pela equipe da Academia Empresa Facil (programa de capacitação da Jucepar), que descreve o processo de aperfeiçoamento e simplificação no processo de abertura, alteração e baixas de empresas no Estado.

O ENAJ ocorre três vezes ao ano, e foi realizado, na sua última edição, em Gramado-RS, quando foi discutido o papel das Juntas no incentivo ao desenvolvimento e a integração eletrônica dos processos, através da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

Fonte: Assessoria de Imprensa da Jucepar

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Encontrou algum erro