Certidões emitidas pela Jucepar podem ser requeridas pela Internet

06/10/2017

Com o objetivo de acelerar e simplificar os processos para a emissão de certidões obtidas na Junta Comercial do Paraná (Jucepar), a autarquia reforça que as solicitações, bem como o envio das certidões requeridas podem ser realizadas integralmente pela internet. Para isso, basta acessar o site da Jucepar (www.jucepar.pr.gov.br) e clicar no menu “Certidões”.

É importante ressaltar que o envio é feito através do e-mail do solicitante mediante o pagamento da taxa para a geração das certidões. O pedido pode ser acompanhado pelo número do protocolo gerado no ato do pedido.

Desde a segunda quinzena de setembro, as certidões requeridas presencialmente na sede da Jucepar, em Curitiba, na Rua Barão do Serro Azul, 316, foram interrompidas. Ainda existe a possibilidade de fazer essa solicitação presencial nos demais escritórios regionais da autarquia. São 64 escritórios em todo o Paraná.

“O usuário só precisa lembrar que mesmo em casos de pedidos feitos presencialmente, apenas a Certidão Simplificada é emitida na hora. As demais são solicitadas, o pagamento é realizado, mas a emissão leva alguns dias por necessitarem de uma pesquisa e maior levantamento de informações”, informa a secretária-geral da Jucepar, Libertad Bogus. Este processo também pode ser acompanhado via o site da Jucepar.

E importante estar atento ao horário de funcionamento de cada escritório regional. Em Curitiba, por exemplo, a unidade da Jucepar que fica na Associação Comercial do Paraná (ACP), funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 17h sem intervalo para o almoço.

A Jucepar faz a emissão de três tipos certidões: a de Breve Relato (Simplificada), que é um resumo sobre o registro da empresa; a de Inteiro Teor, que é uma fotocópia de todos os atos arquivados na Junta Comercial envolvendo a empresa; e a Certidão Específica, quando o solicitante precisa de algum recorte sobre a constituição de determinada empresa.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Jucepar

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Encontrou algum erro