Funcionários da Jucepar aderem ao Outubro Rosa e mostram importância do cuidado com a saúde da mulher
07/10/2021 - 16:36

Funcionários da Junta Comercial do Paraná se reuniram nesta quinta-feira (07) para lembrar sobre a importância dos cuidados para prevenção do câncer de mama e de colo de útero. “A Junta Comercial aderiu à campanha do Outubro Rosa. Essa campanha visa prevenir o câncer de mama e do colo do útero. É importantíssimo, então, a conscientização das mulheres para os exames periódicos que previnem essa doença”, diz o presidente da Junta Comercial do Paraná, Marcos Rigoni.

Na ocasião, foram distribuídos flyers convidando todos para aderirem à conscientização sobre os cuidados com a saúde da mulher, junto com um broche de laço rosa. “Estamos te convidando a usar esse laço rosa durante o mês de outubro como um lembrete e incentivo à prevenção do câncer de mama e do colo do útero. Não esqueça de realizar o autoexame e de consultar seu médico regularmente. As chances de cura aumentam quando o diagnóstico é precoce. Cuide-se”, diz o flyer distribuído.


Diversas repartições do Governo do Estado estão engajadas ainda na 3ª edição da campanha Paraná Rosa, com o tema “Cuide-se, ame-se, previna-se”, organizada pela secretaria de Estado da Saúde e pela Superintendência Geral de Ação Solidária (SGAS).

“A campanha do Outubro Rosa é conhecida no Brasil inteiro. Aqui, nós unimos todas entidades municipais e estaduais para fazer com que as informações cheguem a todas as mulheres de forma universal, em todos os cantos do Paraná. Essa campanha serve para chegar a todas e convencê-las da necessidade de se cuidar. Por isso, incentivamos que façam seu autoexame e o exame com um profissional de saúde”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior, durante o lançamento da campanha.

 

EXAMES – Umas das formas de diagnosticar o câncer de mama, a mamografia, é oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É indicada para as mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. Mulheres com idade acima de 35 anos e com fatores de risco também devem fazer o exame. O ideal é que as mamografias sejam realizadas a cada dois anos.

Em relação ao câncer de colo de útero, a recomendação é que seja realizado nas mulheres de 25 a 64 anos, que já iniciaram a vida sexual. Os dois primeiros exames com intervalo de um ano e, se os resultados forem normais, os próximos podem ser realizados a cada três anos.

Com a pandemia da Covid-19, o Paraná registrou uma redução de 45% no número de mamografias, são 156.276 exames que deixaram de ser feitos. De acordo com o Sistema de Informação do Câncer (SISCAN), em 2019, foram realizadas 347.319 mamografias. Já em 2020, o número caiu para 191.043. Desde o início deste ano, 128.222 mulheres paranaenses já fizeram a mamografia, e 250.750 exames de rastreamento do câncer do colo do útero. Para oferecer os testes gratuitamente, o Paraná conta com 184 mamógrafos no Sistema Único de Saúde (SUS) distribuídos nas 22 Regionais de Saúde.

A Rede de Saúde do Estado conta com 28 estabelecimentos habilitados, como Unidades de Assistência de Alta Complexidade (Unacons) e Centros de Assistência de Alta Complexidade (Cacons) que oferecem atendimento especializado e integral ao paciente com câncer. O atendimento inicial deve ser feito nas Unidades Básicas de Saúde do Estado, onde são feitas consultas, orientações, solicitação de exames para investigação diagnóstica do câncer e encaminhamentos necessários para a rede.

Últimas Notícias